Acessórios de cigana para cabeça

Embora alguns clãs ou famílias possam ter seus costumes próprios, aqui vão algumas dicas para quem quer completar o visual de cigana com um adorno na cabeça. As dicas seguem costumes gerais, e fica muito bonito quando combinamos com o figurino todo. O legal de variar os adornos na cabeça é que podemos criar visuais muito diferentes, mesmo para quem tem poucas saias.
Flor no cabelo (1)

Flor: O mais comum dos enfeites é simplesmente lindo e muito feminino. Ouse, use uma flor grande… misture cores e formas. Fica muito bom em danças animadas, como as rumbas. Continuar lendo

Santa Sara Kali, protetora dos ciganos

No dia 24 de maio, muitos ciganos (mas não todos) comemoram o dia de Santa Sara Kali, considerada a santa protetora do povo cigano.

Santa Sara Kali

Santa Sara Kali

Há muitas histórias e lendas sobre Santa Sara. A mais conhecida conta que Maria Madalena, Maria Jacobina, Maria Salomé, José de Arimatéia e Trofino, junto com Sara, uma serva, foram atirados ao mar numa barca sem remos e sem provisões. Desesperadas, as três Marias começaram a orar e a chorar. Sara retirou seu diklô (lenço) da cabeça, chamou por Jesus Cristo e prometeu que se todos se salvassem, ela seria escrava de Jesus e jamais andaria com a cabeça descoberta em sinal de respeito. Milagrosamente, a barca sem rumo e à mercê de todos os perigos atravessou o oceano e aportou com todos salvos no sul da França, onde hoje é a cidade de Saintes-Maries-de-La-Mer. Conta-se que um grupo de ciganos que vivia por ali os socorreu. Com as mulheres, os ciganos aprenderam os ensinamentos de Jesus, passando a se familiarizar com a doutrina cristã. Sara continuou convivendo com os ciganos e passou a ser chamada de Sara Kali (“Kali” significa “negra” no idioma romani). Continuar lendo

Celebrando o elemento ar

Brigitte e o leque

Os ciganos estão sempre em movimento, à procura de novos horizontes ou novos conhecimentos. Por isso, dizem que os ciganos são filhos do vento.

Em outubro de 2012, pouco depois da entrada da primavera, nós, Filhas do Vento, celebramos o elemento ar bailando na Praça dos Meninos, em São Bernardo do Campo.
Continuar lendo