Danças ciganas pelo mundo: Espanha – Rumba Gitana

Olá, pessoal!

O vídeo novo no Youtube fala sobre a história e as características da Rumba Gitana ou Rumba Catalana.

Mas se você quiser saber mais sobre o tema, estou deixando aqui alguns vídeos.

Espero que gostem! Continuar lendo

Anúncios

Dica de música: Raya Real – La virgen como es gitana

Raya Real é um grupo musical de Sevilha, na Espanha, especializado em sevilhanas e rumbas do estilo do sul do país, como Andaluzia. Criado em 1990, o grupo conta com diversas cantoras e cantores, que fazem coro acompanhados de caixas, violões, castanholas, às vezes pandeiros, muitas palmas e muito jaleo.

PeregrinosO nome do grupo é referência a um lugar por onde passam os peregrinos que fazem a romaria do Rocio, uma manifestação católica popular andaluz em homenagem à Virgem do Rocio, a santa mais celebrada entre os ciganos da região. Os fiéis atravessam suas cidades para chegar ao vilarejo de Rocio, onde encontra-se a imagem da santa. Para aqueles que saem de Sevilha, a Raya Real é o último lugar antes de chegar ao vilarejo, mas também é considerada a etapa mais difícil do caminho. É uma  longa “estrada” de areia (9 quilômetros!) que separa o Parque Nacional de Doñana do Palácio del Rey, considerado um lugar mágico para os rocieiros. Continuar lendo

Dica de música: Sevilla tiene un color especial

los del rio

Los del Río, 2009

A dupla espanhola Los del Río, formada por Antonio Romero Monge y Rafael Ruiz Perdigones, ficou extremamente conhecida em 1993 quando lançou a música Macarena. No entanto, a carreira deles havia começado ainda na década de 60, com canções em ritmos mais tradicionais, como sevilhanas e rumbas.

Pra quem só conhece aquela música, é difícil imaginar outros belos trabalhos que a dupla gravou, como Sevilla tiene un color especial, de 1992. Cheia de referências e analogias, a música se tornou praticamente um hino para quem ama a cidade espanhola. Continuar lendo

Ciganos e punhais – mitos e histórias

Ficha criminal de Fray Pablo de San Benito (1774). O escrivão desenhou a arma com a qual foi cometida o homicídio, um “cuchillo flamenco”.

Sempre existiram mitos e estereótipos sobre os ciganos. A figura romântica do cigano é de que, apesar de ser de um povo festeiro, é um sujeito armado com uma faca presa em uma faixa na cintura. Exaltado, se um cigano for afrontado, não pensa duas vezes e saca seu punhal ou navalha para resolver a questão. Provavelmente essa imagem deve-se aos toureiros ou porque muitos ciganos de Triana eram açougueiros. Mas também é possível que essa fama tenha se dado porque eles realmente carregavam armas consigo. Continuar lendo

Dança Cigana de desafio com punhal

Há um grande fascínio em torno do povo cigano, suas danças e seus costumes. Muita dessa curiosidade e mistério vêm do fato de os ciganos terem sido excluídos do convívio de não ciganos por muito tempo. E dai surgiram diversas lendas, histórias, causos…

cigana-3Entre tantos esteriótipos que existem, os ciganos são muito lembrados pela alegria, pela sensualidade, mas também por serem um povo bravo, guerreiro. E por isso as danças de desafio e de punhal encantam tanto. Continuar lendo

Movimentos de mão para Dança Cigana espanhola

Olá, pessoal!

Faz tempo que queria fazer este post!  E tenho certeza que muita gente estava esperando há bastante tempo também 🙂

Como alguns sabem, faço outras danças [sou melhor no rockabilly, mas estou me esforçando na gafieira 🙂 ]. Outro dia uma pessoa me disse que dança cigana é fácil. Muito triste quando uma professora ouve isso :/ . Primeiro porque há vários estilos de dança cigana, cada um de acordo com a região em que vive tal clã. Provavelmente a pessoa estava falando sobre dançar rumba gitana, que é o estilo mais comum aqui no Brasil.  A rumba gitana parece fácil se você apenas balança saia. Mas há muitas coisas além disso. Tem o balançar a saia de maneira bonita, a postura, a expressão… e os braços e mãos!
Continuar lendo

Carmen Dauset, a primeira mulher em filme de dança

CARMENCITA-02

Carmen Dauset

Há vários motivos para me dedicar à pesquisa da dança: sou professora, amo a Dança Cigana, amo dançar e sou pesquisadora de História rs.

Como os ciganos foram (e muitos são até hoje) nômades por muito tempo, sua cultura foi influenciada por cada canto que passou e deixou ali também suas influências. Assim, não pesquiso apenas os ciganos e suas origens, mas também as culturas vizinhas, as danças irmãs e filhas. Como o Flamenco, que nasceu por volta do século XVIII como uma dança de apresentação (e não folclórica) inspirada nas danças dos ciganos, judeus e outros povos que habitavam a Espanha.
Continuar lendo