As trocas dos ciganos

Bandeira cigana: a roda que não para

Bandeira cigana: a roda que não para

Entre os ciganos tudo se troca. Por isso, pelo conhecimento de um oráculo, sempre temos que pagar de alguma maneira. E quando aprendemos algo, também ensinamos. Quando se ganha um presente, se dá outra coisa… nem que seja uma festa! E assim, a energia entre os ciganos nunca está estagnada, mas sempre em movimento, como a roda da carroça.

Na festa cigana, todos compartilham

É por isso que na dança cigana não há dança solitária. Podemos até fazer uma apresentação solo, mas será sempre para o público, ou em um ritual, em uma oferenda aos nossos mestres etc., mas nunca solitariamente. E quando a dança é compartilhada, ela ganha mais força, mais brilho. É por isso que as festas ciganas encantam tanto!

Podemos trocar com um companheiro, numa dança de casal. Ou com uma companheira, dança cigana em são bernardoem brincadeiras de saia, em brincadeiras de roda, sentindo as mãos das colegas, puxando, levando, sendo levada. Até mesmo um desafio de punhais é uma troca.

Dança cigana com pandeiroPodemos trocar também nossos instrumentos: leques, véus, pandeiros, lenços… Só fica difícil mesmo trocar as castanholas, pois elas ficam presas às mãos. Mas todos os outros instrumentos podem ser trocados, se esta for a vontade de seu dono. Há casos em que o dono não deseja trocar o instrumento devido a algum simbolismo pessoal (como religioso) relacionado ao objeto. E então é melhor ser gentil e trocar de outro jeito: que tal um sorriso?

Mas a maneira mais bela de se trocar no bailado cigano e a primeira que devemos aprender é o olhar. Dançar sempre olhando para os outros, principalmente para o parceiro de dança, enviando nossas boas vibrações, trabalhando em conjunto e aprendendo a compartilhar nosso espaço. E saber trabalhar em conjunto e compartilhar o espaço é uma das principais necessidades de um povo nômade!

E quando a gente aprende a trocar, noss bailado fica mais rico e mais prazeroso!

Brigitte Angel

Anúncios

4 comentários sobre “As trocas dos ciganos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s