Dança cigana com leque

Leque 4

WORKSHOP DANÇA CIGANA COM LEQUE: DIA 21/10/2017!

O primeiro instrumento que aprendi no Bailado Cigano foi o leque. Alí descobri minha alma francesa. Até hoje é meu instrumento preferido, em qualquer estilo que seja. Talvez por minha história e relação com o leque, gosto sempre de ensinar as alunas a bailar primeiro com ele, para depois passar aos outros instrumentos. E é claro, adoro quando as vejo se maravilhando com a beleza de um “abanico”.

Leque na corteHá várias teorias sobre o surgimento do leque ou instrumentos similares, usados para se abanar. Estudiosos encontraram objetos semelhantes no Egito e até no México pré-colombiano. Mas o leque como conhecemos teve sua origem no Japão e foi difundido na China. Chegou à Europa através dos portugueses, espanhóis e italianos das Grandes Navegações no início do século XV. Depois foi levado à França, onde se tornou muito popular nas cortes. Por volta de 1700, o leque se tornou um adorno indispensável às damas de classe alta, sendo ricamente adornado. Nesse período, o leque era até mesmo usado como veículo de comunicação nas paqueras, e cada gesto tinha um significado.

Assim, o leque tomou duas principais vias no bailado cigano: entre as calons, passou a ser utilizado com o vigor das guitarras espanholas, chegando até o flamenco. Entre as sinti francesas, era muito utilizado nos bailes de corte. Hoje em dia, podemos vê-lo até nas danças orientais ou de fusão flamenco-árabe.

Leque 3O bailado

Há pouca diferença entre o bailado espanhol e francês com leque. O que muda basicamente é o vigor com que se usa o instrumento, acompanhando o ritmo da música.

O leque não deve ser usado apenas como um objeto para se segurar, e sim, que se torne realmente um elemento de dança, como fazemos com a saia. Ele deve ser uma extensão de nossas mãos. Fazemos abanos leves, escondemos o rosto, o batemos no ombro, o abrimos lenta ou vigorosamente. O que sempre recomendo é começar aprendendo a segurá-lo, com o indicador esticado para ter mais firmeza na mão, mantê-lo bem aberto, e ao mesmo tempo conferir delicadeza ao bailado. Outra dica importante é treinar bastante os punhos para fazer belos movimentos arredondados.

Alguns significados do leque nos antigos bailes

  • Abanar-se lentamente com desprezo: Sou casada e estou indiferente a você
  • Abanar-se rapidamente: Te amo intensamente.
  • Fechá-lo lentamente: Sim.
  • Fechá-lo rapidamente: Não.
  • Abrir e fechar rapidamente: Cuidado, estou comprometida.
  • Deixar cair: Te pertenço.
  • Dar uma batidinha em um objeto: Impaciência.
  • Cobrir rosto com o leque aberto: Cuidado, estão nos vigiando.

Esses significados já não são mais usados, mas podem nos servir de inspiração. Na dança cigana, mais importante é a intenção que a bailaora demonstra com as expressões de rosto e de corpo.

Brigitte Angel

Anúncios

4 comentários sobre “Dança cigana com leque

    • Brigitte Angel disse:

      Olá, kessia! A mensalidade eh R$60,00 paga sempre na primeira semana do mês. Se quiser fazer uma aula experimental, basta chegar num dos horários indicados. Se ainda não tiver saia cigana, venda com uma saia longa. bjo!

  1. Beatriz Véras disse:

    Senti a necessidade de comentar sobre sua dança, me senti extremamente encantada com sua leveza, e que você acima de tudo dança com a alma. Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s