Ciganos nômades e sedentários

CaravanaOutro dia uma aluna perguntou por que cigano é tão andarilho. Ai despertou meu lado de historiadora rs.

Há ciganos que são nômades, e outros que são chamados sedentários (vivem fixos em um lugar, como você e eu).

Bom, em um post falamos sobre a origem dos ciganos, que ainda é controversa entre muitos estudiosos. No entanto, estudos linguísticos mostraram semelhanças entre o romani (língua falada pelos ciganos Rroma) e dialetos indianos de séculos antes de Cristo, considerando assim que provavelmente os ciganos surgiram na Índia.

Em outro post mostramos uma teoria sobre quando grupos indianos fugiram da região após a invasão islâmica por volta do século VIII d.C.. No século seguinte, temos registros da presença de grupos que podem ser associados aos ciganos na Europa.

Agora vamos lembrar um pouco das aulas de História. Na Idade Média, os costumes da Europa pautavam-se basicamente na Igreja. Nessa época em que os ciganos começaram a se espalhar pelo continente, em maior parte a sociedade se estruturava nos aglomerados conhecidos como feudos. Imagine agora que seu bairro é um feudo, uma comunidade rural. As pessoas se conhecem, vão à Igreja, pagam seus tributos ao senhor feudal. O feudo tem seus limites cercados por muros, controlando quem entra e quem sai. Nessa época, sair dos limites dos muros era uma aventura para pouquíssimos, pois os perigos das florestas eram inúmeros. E então chega um grupo de roupas coloridas, pele morena, idioma estranho, cantando com instrumentos diferentes, crenças e costumes que você nunca ouviu falar, à procura de um novo local para viver, porque estão fugindo de sua terra natal. Eles não têm um senhor feudal ou um líder reconhecido. Imagine então o impacto da entrada desse grupo no seu pequeno feudo… (se a gente lembrar como chamamos atenção quando saímos vestidas de cigana na rua hoje em dia, poderemos ter uma ideia do que seria isso na Idade Média rs).

Os ciganos foram alvo de muitos preconceitos e perseguições. Em muitos locais, eles eram culpados por crimes que não cometeram, como ocorreu com os judeus em muitas épocas. Foram acusados pela Igreja de praticar o lucro quando isso era proibido. Foram considerados impuros, ladrões, mentirosos. Aliás, se eles não eram culpados, por que saíam para outro local? Essa era a mentalidade medieval. E é assim de épocas em épocas (basta lembrar que os ciganos também foram perseguidos pelo nazismo).

Para proteger a si mesmos, os ciganos saíam em busca de novos locais, mais tranquilos e pacíficos. Para sobreviver, especializaram-se em serviços que eram favoráveis às viagens: alguns grupos eram comerciantes de pequenos utensílios, outros teciam cobertores, outros faziam tachos de cobre. Depois surgiram os artistas: músicos, circenses, dançarinos que iam de lugarejo a lugarejo animar a população.

Mas não pense que eles andavam de ponta a ponta da Europa. Grupos que gostavam mais de calor, preferiam ser nômades na Itália. Quem se adaptava ao frio e seus costumes, circulavam pela Rússia. E se acaso encontraram boa recepção ou condições de ter uma casa com acordo entre os locais, fixaram-se, tornando-se ciganos sedentários.

Até hoje existem clãs dos dois tipos. Mas mesmo os sedentários não estão totalmente livres do preconceito. Quem nunca ouviu alguém dizendo que não gosta de cigano? Até mesmo em países como a Hungria e Romênia, onde os ciganos chegam quase a metade da população, são alvos de preconceitos.

É claro que existem ciganos ricos, e alguns mesmo que tenham condições favoráveis a ter uma casa luxuosa, vão preferir viver em tendas (belíssimas). Isso também acontece porque os ciganos preservam seus costumes de maneira tradicional, e não se mudam costumes de séculos de uma hora para outra.

Mas podemos ser racionais: sim, pode haver ciganos com má índole, como existe gente ruim em qualquer parte do mundo, de qualquer classe, de qualquer origem.

O importante é prestarmos atenção em nossas próprias atitudes e fugir de pré-conceitos. 😉

Brigitte Angel

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

6 comentários sobre “Ciganos nômades e sedentários

  1. Maria Rodrigues disse:

    Obrigada cigana. Desejo um 2014 brilhante como o brilho das estrelas ! Que Santa Sara abenoe,hoje e sempre! Lach Bar!!

  2. José Fernando da Silva disse:

    Desde a minha infância que ficava fascinado ao ver a caravana sentar acampamento em uma praça vizinha a minha casa ,eu ainda garoto de 10 anos de idade fazia logo amizade com os garotos gitanos, muitas das vezes chorava em suas partidas e pensava ate em fugir com eles pra conhecer o mundo mas foi só um pensamento que vim a concretizar na maioridade viajando por conta própria e ate hoje ja com meus 65 anos é que vim perceber que nenhum gadjo nasce cigano kkkkk ( MAS O MEU PASSADO FOI MARCADO PALAS CARAVANAS CIGANAS ,SEUS CARROÇÕES, SEUS COSTUMES E SUAS CRENÇAS JAMAIS AFASTARÃO DAS MINHAS NOSTÁLGICAS LEMBRANÇAS)

  3. José Fernando da Silva disse:

    Eu sou um fã de carteirinha das histórias lindas que minha avó contava sobre as caravanas ciganas , nós ainda crianças sentávamos em volta dela em uma sala muito grande que tinha em sua casa de fazenda onde ela nasceu , ela era neta de índios da raça tapuios ; e que por suas vezes eles também não deixavam de ser nômades devido as apreensões e descriminações dos fazendeiros daquelas paragens, minha avó por sua vez junto com meu avô também adorava os ciganos e os acolhia com respeito e carinho na frente da grande casa da fazenda e eles acampavam em baixo de uma grande e frondosa árvore centenária que em sua paciência e longevidade viu crescer e morrer seus ancestrais e os ancestrais daqueles zíngaros que tanto lutou pra ter um lugar entre os seus irmãos não ciganos mas que muitos os julgavam marginais e outras calúnias a mais a seus respeitos.
    Meu avô gostava de barganhar alguma coisa com o patriarca dos ciganos tachos de cobre, cavalos, burros e vários tipos de arreios e caçambas chilenas para os sus animais de tropa e eu ainda garotos ficava embevecido ao ver aquilo tudo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s