Soleá, el Flamenco Gitano

Flamenco (4)Muitas pessoas acreditam que o Flamenco é uma dança tradicional da Espanha. Não é. Espanhola é, mas não é tradicional. É um estilo de palco criado por volta do século XVIII, que traz diversas influências, entre elas dos ciganos, judeus, árabes etc. E essas influências vão desde a maneira de se cantar à dança.

E não existe apenas um “tipo” de Flamenco. Há várias subclassificações, que são chamadas “palo”. Cada um depende do compasso, da escala utilizada, da progressão de acordes, do tema abordado na letra e de outras características. Dentre os principais palos flamencos, podemos lembrar da Seguiriya, a Soleá, a Bulería, a Rumba e a Sevillana. Muitos deles vieram de músicas tradicionais espanholas, que posteriormente foram incorporadas ao Flamenco.

O palo mais antigo no Flamenco acompanhado de algum instrumento é a Seguiriya. Antes, as músicas eram apenas cantadas, sem dança nem violão. Após as Seguiriyas, vieram as Soleá, quando o Flamenco passou a ser apresentado, inclusive com dança.

A Soleá foi desenvolvida principalmente nas províncias de Cádiz (na cidade de Jerez) e Sevilla (no bairro de Triana). Acredita-se que as Soleá mais antigas foram criadas por Andonda, uma cigana nascida em meados do século XIX em Jerez, Morón ou Utrera, não se sabe. Foi uma cantora de grande fama, que viveu no bairro de Triana, em Sevilha, e que foi amante de Francisco Ortega “El Fillo”, um grande cantor cigano.

FlamencoNo início, a Soleá tinha características fortemente ciganas, com bastante força e vigor, mas aos poucos foi dando espaço para um outro tipo de Soleá que surgia, mais suave, de caráter mais andaluz. Inclusive, foram os ciganos de Andaluzia que tornaram a Soleá mais popular. No geral, são músicas tristes ou cheias de sentimento, que também se observa na interpretação das bailaoras.

Alguns autores acreditam que o nome Soleá vem de “sol” ou “solera” (parapeito). Outros relacionam com o latim “solor” e seu significado é “aliviar o trabalho com o canto”. No entanto, a maioria concorda que sua origem é uma abreviação cigana andaluz da palavra castellana (espanhola) “soledad” (solidão), que deriva das palavras “soidade”, “soedade”, “suidade”, da língua gallego-portuguesa, ou mesmo “saudade”, em português. E este forte sentimento é o que se expressa em suas canções e dança.

Brigitte Angel

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s