Festa na Itália!

Como músicos ciganos do mundo todo, o grupo italiano Acquaragia Drom incorpora elementos locais à sua música. Neste caso, são as canções e danças tradicionais italianas, como o Saltarello de Molise, a Tarantella da Sicília, e Tammuriatta da Campânia, misturadas às danças folclóricas dos ciganos Sinti e ao Jazz Manouche. A banda procura reconstruir a história musical dos ciganos pela Itália, cantando melodias que fazem parte das comunidades que vivem no país há muito tempo, e com influências dos ritmos ciganos de hoje em dia.

Mas reconstruir essa história não é uma tarefa fácil, pois há poucos documentos disponíveis sobre os ciganos, e os que existem, foram escritos por não-ciganos. O primeiro documento que atesta a chegada desse povo na Itália é de 1422, mas há indícios de que chegaram antes. Alguns estudiosos acreditam que os primeiros entraram no país pelo norte, partindo da Albânia e da Grécia, atravessando a ex-Iugoslávia e os territórios de língua alemã. Depois disso, vieram muitos outros, e hoje há dois grupos de ciganos no país: os Rom (centro e sul) e os Sinti (norte). A vida dos Sinti se baseia em viagens e movimento constante, enquanto que os Rom são em sua maioria sedentários, com casas fixas. Além de costumes diferentes, cada grupo tem seus dialetos próprios, mas sem a tradição da escrita.

Há outro complicador para traçar a história desse povo: a unificação italiana em 1870. Antes disso, os reinos e diversas cidades-estados tinham línguas e dialetos próprios. O que hoje conhecemos como “italiano” vem dos dialetos da Toscana, especialmente o falado em Florença. Na época da unificação, a maioria da população sequer sabia da existência desse dialeto. Somente nos últimos 50 anos é que o idioma italiano se tornou dominante, com a alfabetização em massa da população. Mas se lembrarmos que muitos ciganos ainda são analfabetos e  vivem à margem da sociedade, entendemos o porquê de a maioria falar às vezes de maneira incompreensível, já que misturam dialetos ciganos com os antigos dialetos da Itália.

Apesar da difculdade, a banda Acquaragia Drom faz um belíssimo trabalho. Além de músicas delicadas (como Valzer Roulotte), trazem muita animação, dança e riso, elementos tão caros ao povo cigano.

Brigitte Angel

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s